GGE Grampeadores - 30 anos

GGE GRAMPEADORES COM Grampos de metal

SUA EMPRESA COM A caixa de papelão

Suas embalagens ecológicas com a nossa linha box

Entrega mais ágil

Tempo mínimo para expedição.

Boleto com 28 dias

Faturamos para sua empresa.

Atendimento ao cliente

Via whatsapp, voz ou email.

Produtos ecológicos

Confira nossa linha box.

Inscreva-se e receba ofertas* direto da GGE Grampeadores

*Não fazemos spam.

DEPOIMENTOS

O que nossos clientes dizem

Clientes dando depoimentos. Apesar de serem nossos velhos parceiros, são histórias reais. A GGE Grampeadores faz excelentes parcerias!

4.9
5/5
Avaliação média do cliente
"Demorei para aceitar a demonstração do alicate da GGE. Agora virou um ponto forte do nosso produto, que nunca deixa a embalagem feia."
cliente da gge
Doralice F Junqueira
Comércio Atacadista
"Eu sempre acho que peço muito em cima da hora, mas é como as coisas acontecem aqui na empresa. A GGE da o jeito deles, e acabam nos ajudando muito."
cliente vip gge
Rafael Barros
Indústria Alimentícia
"Aceitei dar meu depoimento quando me pediram porque, realmente, mudou meu processo de fechamento de embalagens na parceria com a GGE."
Hugo Silva
Metais Sanitários

São algumas; aqui apenas as principais:
1. qualidade do fechamento (quanto mais pesada a caixa, melhor pro grampo).
2. custo final do fechamento por caixa; custo x benefício.
3. grampo lacra a caixa enquanto a fita permite violação com facilidade.
4. a fita é feita de petróleo; o grampo de metal reciclável.
5. usado no mundo todo como um bom padrão de fechamento – confiável – de embalagem.

Ambos são fabricados exatamente com a mesma matéria prima – uma liga de aço. A diferença é apenas no acabamento superficial: cobreado feito de cobre e galvanizado feito de zinco.
Custam o mesmo preço; a diferença é mais pela estética, já que duram e protegem a mesma coisa.

nenhuma EPI é requerida para um operador de grampeador Box, tanto pneumático quanto mecânico/manual.

Se a sua caixa for de papelão duplex (duas camadas de papelão ondulado), use o grampo de 15 mm. Se for triplex (três camadas) prefira o grampo de 18 mm. de altura para uma melhor fixação.

Claro que vamos imaginar que ele foi “bem tratado”, ou seja, alimentado com ar na pressão correta, lubrificado e não levava pancadas do seu operador. Esse grampeador, deve durar mais de cinco anos, mesmo trabalhando todos os dias de forma intensa. É uma ferramenta que dura muito. Tanto que a GGE Grampeadores oferece 1 (um) ano de garantia para quem compra em manda uma foto de que está usando um conjunto lubrifil corretamente.

Quando o trabalho a ser feito não é apoiado em uma bancada. Geralmente, em indústrias, quando o operador fica com o grampeador na mão por muito tempo.

Ergonômico é quando a máquina se adapta ao homem. No caso do grampeador, não deve ter quinas, é melhor se for arredondado. Não deve ter o peso todo para a frente (ou para trás), pois força quem ficar segurando a compensar este desequilíbrio. Deve ser macio, mesmo grampeando produtos mais duros.

Sim, no mundo todo – mesmo em países industrializados – este tipo de grampeador é muito utilizado em empresas.

Se forem da Stanley-Bostitch, provavelmente sim. As peças mais comuns de manutenção são oferecidas pela GGE, com venda on-line, além de vídeos tutoriais para facilitar o usuário.

Infelizmente não. Apenas os grampeadores tipo alicate da Stanley-Bostitch tem características de uma ferramenta para uso industrial.

A diferença é a qualidade das peças internas. O Industrial custa mais caro e trabalha mais/melhor do que o Profissional.
Por serem mais baratos os Profissionais dão a impressão, nos primeiros meses de uso, que não há diferença (apenas no preço); mas existe e é grande!

Escolha um que aceite o prego mais alto que precisa usar, com uma pequena folga (se o que você precisa é o limite do pregador, compre um maior).
Existem pregadores de 4 tamanhos de prego:
– até 55 mm.
– até 70 mm.
– até 85 mm.
até 130 mm. 

 

Óculos de segurança e protetor auricular, para qualquer tipo de uso.
Calçados reforçados (ambiente com pregos soltos no chão), para a maioria dos casos.
Luvas é de acordo com o material que está sendo manipulado, não é diretamente uma EPI do pregador pneumático.

Antes de fazer seu primeiro disparo, é preciso:
Compressor de ar; uma rede (se for apenas um pode ser uma mangueira); um Conjunto Lubrifil (fundamental, não da para passar sem isso); ai sim vem o seu pregador ! Se tiver dsúvidas, veja aqui no site cada peça e como montar – ou liga agora e fala conosco.

Na altura, seu prego solto, multiplique o “segundo número” da referencia por 2,3 e veja o tamanho dele. Exemplo, prego 16×24 use a medida 24. Então 24 x 2,3 = 55,2 mm. Para os pregos em rolo, pode usar alturas menores que farão uma fixação melhor do que com pregos soltos, não há uma fórmula para isso.

Um compressor, proporcional a vazão da ferramenta que for usar (tem que ter reservatório).
Um Conjunto Lubrifil, que ajusta a pressão do ar e deixa passar apenas o necessário, além de filtrar água e sujeira; e também lubrificar o equipamento.
Tubos, mangueiras e conexões para ligar o Compressor no Lubrifil e este no grampeador.

Para serviços de acabamento (que são feitos precariamente por grampeadores manuais) procure os grampos leves, tipo PCW e 80. De 6 a 14 mm.
Para serviços de estrutura (que seria substituído por um prego) procure os grampos do tipo 14. De 32 a 50 mm.
E existem os grampos 92 ou 90, que estão entre os dois exemplos acima. De 15 a 30 mm.
* existem dezenas de outros tipos, mas aqui falamos dos três mais comuns.

Sim, porque todo grampeador trabalha com uma pressão muito menor do que a do compressor. Se fosse elétrico, o compressor está em 220 V. e o grampeador em 127 V. Precisa de um aparelho para segurar o excesso de potência, de ar neste caso.

Estamos providenciando alguns vídeos tutoriais com seus respectivos kits de conserto. Se preferir, procure uma Assistência Técnica recomendada pelo seu fabricante ou da sua confiança. Podemos ajudar com as peças (todas as marcas e modelos), se precisar.

Imaginando que tenha um uso profissional (inferior a de uma fábrica, mas usado com frequência); se bem cuidado no abastecimento de ar, qualidade dos grampos e não levando pancadas… É certo de durar mais de 5 anos, provavelmente o dobro (com manutenções eventuais).

× Fale conosco